Casa da Árvore

Notícias

Sem título
23 mar

Assembléia de moradores marca início de projeto Moradia Urbana com Tecnologia Social

 
Neste sábado (25) acontece a 1a. assembléia de moradores do Residencial Paraíso Feliz I e II, em Paraíso do Tocantins, há 60 km de Palmas. O encontro começa às 16h na quadra 42A, em frente o Comercial Vitória e marca o início do projeto Moradia urbana com Tecnologia Social (MUTS). A iniciativa visa  fomentar a articulação entre moradores do empreendimento e parceiros locais e reaplicar tecnologias sociais para impulsionar a promoção do desenvolvimento social na comunidade.  
 
 
O projeto Moradia Urbana com Tecnologia Social é realizado em Paraíso pela ONG Casa da Árvore, e foi desenvolvido pela Fundação Banco do Brasil (FBB) para complementar o Trabalho Social já realizado nos empreendimentos da Faixa 1 do programa Minha Casa Minha Vida, no âmbito do PNHU. Em Paraíso o MUTS irá beneficiar todas as 309 famílias moradoras dos residenciais Paraíso Feliz I e II ao longo de 2017.
 
 
Em todo o Brasil, o Projeto tem duração de três anos (2015 a 2017) e contempla 124 empreendimentos em 84 municípios, distribuídos em 22 estados, num total de 83.284 Unidades Habitacionais, atingindo cerca de 330.000 pessoas. Neste município, atenderá cerca de 309 famílias dos condomínios Paraíso Feliz I e II, em um plano de trabalho executado entre janeiro e dezembro de 2017.
Tecnologias Social - o que são?
São metodologias reaplicáveis, desenvolvidas na interação com a comunidade, que representam potenciais de transformação social. Para este Projeto, a FBB identificou Tecnologias Sociais certificadas pelo Prêmio Fundação Banco do Brasil, passíveis de serem reaplicadas em empreendimentos habitacionais do PNHU - Faixa 1 e as estruturou de forma a serem implementadas em duas fases consecutivas:  
 
Primeira Tecnologia Social - A primeira TS a ser reaplicada em todos os empreendimentos deste projeto é a “Transformando Realidades por meio da Mobilização e Organização Comunitária”, desenvolvida pela Rede Internacional de Ação Comunitária – INTERAÇÃO (www.redeinteracao.org.br), que consiste fundamentalmente em um trabalho de mobilização e organização comunitária.   
 
 
Segunda Tecnologia Social - São quatro as opções de Tecnologias Sociais disponíveis para reaplicação na segunda fase do projeto. Os moradores escolherão uma delas durante o processo de reaplicação da primeira Tecnologia Social: - Criação de Bibliotecas Comunitárias – VAGA LUME (www.vagalume.org.br); - Gestão Comunitária de Resíduos Orgânicos e Agricultura Urbana – CEPAGRO (www.redecriar.org.br); - Produção Agroecológica de Alimentos em Meio Urbano: Hortas Urbanas – Instituto PÓLIS (www.polis.org.br); - Joias Sustentáveis na Ilha das Flores – REDE CRIAR (www.redecriar.org.br).



DADOS INSTITUCIONAIS

Razão social: Associação Casa da Árvore
CNPJ: 09.169.589/0001-20
Endereço: Av. Prof. Alfredo de Castro, S/N, Área Especial, Chácara do Governador - Goiânia - GO