Casa da Árvore

Notícias

Equipe do projeto de extensão BiblioArte LAB no IFSULDEMINAS
29 set

Parceria com IFSULDEMINAS amplia impacto do projeto BiblioArte LAB em Poços

A princípio, quem ingressa em uma universidade é porque está disposto a aprender. Entretanto, para alguns dos alunos do Instituto Federal do Sul de Minas  – Campus de Poços de Caldas, a faculdade também se tornou um ambiente propício para ensinar. Tudo por conta do projeto de extensão universitária executado em parceria com a ONG Casa da Árvore, realizadora do BiblioArte LAB, laboratório comunitário de inovação em leitura e formação de leitores.

Nathalia Soares, 19 anos, aluna do 4º período de Licenciatura em Ciências Biológicas, é uma das participantes do projeto de extensão do IFSULDEMINAS junto com o BiblioArte LAB. Ao longo dos meses de agosto e setembro, ela e Daniel Paulino – aluno do mesmo curso – desenvolveram na biblioteca da Escola Padrão, no Parque das Nações, o laboratório “Gifs Malasartes”. Durante os encontros, os participantes usaram as redes sociais para darem vida a Pedro Malasartes, personagem do folclore lusitano e brasileiro.

“O Pedro Malasartes não é um personagem muito conhecido pelos jovens de hoje. Além de apresentá-lo para as novas gerações, o objetivo principal do laboratório foi usá-lo como instrumento para se conhecer mais a respeito do funcionamento das mídias sociais. Se fosse somente a leitura dos livros em que ele aparece, não seria algo muito atrativo para essa geração”, reflete Nathalia.

Durante o laboratório, ela e Daniel apresentaram aos participantes a linguagem dos GIFs, formato de arquivo digital que possibilita imagens em movimento. Em seguida, os canais de comunicação virtuais serviram para propagar o conteúdo produzido nas aulas: “O jovem tem o contato diário com ferramentas como Facebook e Whatsapp, mas não tem ideia de como aquilo foi parar nas mãos dele ou de como se tornar alguém influente nesse universo. Nossa proposta é que eles possam fazer uma leitura crítica dessas mesmas mídias sociais e possam ter voz ativa ali também”, explica Nathalia.

Para desenvolverem seu trabalho, Nathalia e Daniel contaram com uma bolsa paga pelo IFSULDEMINAS. O mesmo aconteceu com Julie Soares dos Santos e Adriele Ferreira de Souza (também alunos de Licenciatura em Ciências Biológicas), que desenvolveram em paralelo o laboratório “O Poder do Som”, na biblioteca da Escola Municipal Maria Ovídia Junqueira, também na Zona Sul da cidade. Ali, a obra “A Odisseia”, do poeta clássico grego Homero, serviu de ponto de partida para uma narrativa sonora que explora os recursos digitais de áudio disponíveis em smartphones.

Aprendendo a ensinar

Além da ajuda de custo e a descoberta de novas tecnologias digitais, a participação dos bolsistas no projeto de extensão traz outro ganho significativo para eles. “Como estou estudando licenciatura, no futuro usarei os conhecimentos da faculdade para ensinar outros alunos. Porém, na faculdade, não temos oportunidades de vivenciar o ato de ensinar na prática. Por isso mesmo, me interessei tanto em participar”, destaca Nathalia.

“Enquanto nós encaminhamos ao projeto BiblioArte LAB nossos alunos como estagiários, atuando na ampliação das atividades nas escolas, a participação deles nesse projeto de extensão traz a experiência valiosa de como é estar em uma sala de aula”, afirma Heliese Pereira, bibliotecária do IFSULDEMINAS e coordenadora do projeto de extensão. “Trata-se de um aprendizado muito importante para eles e, quando os candidatos nos procuraram para fazer parte, sua maior motivação era justamente essa”, confirma.

Como representante do IFSULDEMINAS, Heliese reforça a importância desse trabalho conjunto: “É uma ideia totalmente diferente das já executadas aqui no campus. Graças a essa capacitação, estamos atingindo em torno de 120 alunos das escolas da Zona Sul, levando até eles uma proposta inovadora. Nós da instituição nos sentimentos muito satisfeitos por estarmos sendo parte deste trabalho lindo de incentivo à leitura por meio da tecnologia”.

 

Futuros passo em conjunto

A parceria entre BiblioArte LAB e IF Sul de Minas vai render mais frutos ainda. Na última quarta (27/9), teve início no Caic – Escola Municipal Professor Arino Ferreira Pinto, mais uma edição do laboratório “O Poder do Som”, em que obras de literatura popular disponíveis no acervo da biblioteca escolar serão escolhidas para a criação de performances sonoras com o uso de tecnologias simples, disponíveis para smartphones. Participarão alunos de diferentes séries escolares do período integral.

A Escola Municipal Doutor Pedro Afonso Junqueira será mais uma da região a ser alcançada pelo projeto de extensão. Ali, os alunos do 8º ano irão participar do laboratório “O Viral da História”, em que personagens de mangás – os famosos quadrinhos em estilo oriental – servirão de matéria-prima para a produção de memes, materiais que são compartilhados em grande escala na internet.

O BiblioArte LAB é um laboratório comunitário de inovação em práticas de leitura e formação de leitores desenvolvido pela ONG Casa da Árvore em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e com o Instituto Alcoa, além de patrocínios do DME e do programa Ibero-americano de Inovação em Bibliotecas - Iberbibliotecas. Diariamente, promove atividades na Biblioteca Municipal Centenário, a biblioteca na Urca, assim como ações pontuais nas escolas da cidade.

   



DADOS INSTITUCIONAIS

Razão social: Associação Casa da Árvore
CNPJ: 09.169.589/0001-20
Endereço: Av. Prof. Alfredo de Castro, S/N, Área Especial, Chácara do Governador - Goiânia - GO